Inimigos não mandam flores

Por José Renato Coan. Passou o natal, réveillon, carnaval e finalmente, chegamos no período dos conchavos. Ops… quer dizer, dos acordos de cavalheiros que normalmente pipocam no primeiro trimestre do ano eleitoral. E aí me dou conta de que INIMIGOS NÃO MANDAM FLORES. É muito comum nessa época ver antigos desafetos que ontem se apunhalavam…